.

.

TÉCNICAS EM DESTAQUE

Clique no "g +1" vermelho abaixo e indique esse site para o Google, facilitando assim a busca pelo blog através do site www.google.com.br

O Segundo Cérebro: O cérebro do intestino

O cérebro humano localiza-se no crânio é composto por diversas partes dentre elas neurônios e neurotransmissores. "Os neurônios precisam continuamente coletar informações sobre o estado interno do organismo e de seu ambiente externo, avaliar essas informações e coordenar atividades apropriadas à situação e às necessidades atuais da pessoa (...). Os neurotransmissores possibilitam que os impulsos nervosos de uma célula influencie os impulsos nervosos de outra, permitindo assim que as células do cérebro "conversem entre si"(...)".

Isto posto, a ciência agora divulga que dentro do nosso sistema digestivo (intestino - Sistema Nervoso Entérico) existe um "segundo cérebro" com meio bilhão de neurônios e mais de 30 neurotransmissores, além de 50% de toda Dopamina e 90% de serotonina. Tudo isso para extrair energia dos alimentos! 

Entretanto, os cientistas afirmam que esse segundo cérebro não tem apenas essa função. Isso porque os neurônios do intestino podem interferir, sem que percebamos, com o nosso cérebro do crânio, afetando nosso comportamento, emoções e até caráter. Todos hão de concordar que a humanidade atualmente está imersa em doenças como Ansiedade, Stress, Obesidade, Insônia, Depressão e o Câncer, teria esse "Segundo Cérebro" alguma participação nisso?

O Sistema Nervoso Entérico (SNE) existe em todos os animais vertebrados e nos seres humanos. Ele é uma rede de neurônios que percorre todo o abdômem, tendo de 6 a 9 metros, começando no esôfago, passando pelo estômago e pelo intestino, indo até o reto. Nós já nascemos com ele e o mesmo evolui com o tempo.

O SNE possui uma compania normalmente desprezada e temida por nós seres humanos: As bactérias. Nem sempre elas são nocivas à nossa saúde e uma população de bactérias vive dentro no nosso SNE, pois elas também precisam de energia para viver e ajudam na digestão dos nossos alimentos.

Essas bactérias possuem também outra função muito importante no nosso organismo, pois podem modificar várias regiões, emoções e até funções cognitivas! As bactérias do abdômem exercem um papel regulatório no nosso organismo. Qualquer modificação nessas bactérias podem provocar desequilíbrio, estando na raiz de várias doenças. Algumas doenças estão relacionadas à falta dessas bactérias (chamadas de bacteróides).

O que podemos fazer para transformar essas informações em técnicas para o tratamento de doenças?

Se sabemos que todo nosso corpo, inclusive o DNA, são seres e podemos realizar diálogos dirigidos, com o Sistema Nervoso Entérico (SNE) e as bactérias do intestino não pode ser diferente!

O diálogo dirigido com o cérebro do intestino e suas bactérias em casos de doenças de todos os tipos, ajudam a acordar o Sistema Imune, turbinando o efeito da medicação. Devem ser criados, junto com o diálogo, doublês dessas bactérias que por estarem ausentes do organismo, fragilizam nosso corpo.

Através desse diálogo, aprenderemos a conviver com nosso SNE e as bactérias de uma outra forma mais racional e humana, com mais equilibrio e usando menos remedios.

Como seria esse diálogo?

Como cada caso é um caso e as doenças são umas diferentes das outras, a técnica criada, representada no diálogo abaixo, precisa ser adaptada a cada doença, para isso, nas linhas pontilhadas, a pessoa doente deve inserir a sua doença e o comando para cada caso. 

Vejam:


Bom dia meu Sistema Nervoso Entérico, hoje sou ________ (aqui a pessoa se apresenta informando seu nome) e estou adquirindo a consciência que você existe. Veja como estou hoje ________________ (aqui a pessoa informa qual a sua doença). Ative a inteligência do cérebro do intestino para que _________________________________
(aqui a pessoa informa qual o órgão doente)  tenham a consciência que não se faz necessária a morte do meu corpo físico para a evolução de vocês. Que sejam criados doubles de bacteróides e implantados no intestino para que se estabeleça o equilíbrio entre _______________ (aqui a pessoa repete qual a sua doença) , seus sintomas, interligando todos os sistemas do meu corpo. Que o inato possa entrar pela doença, voltar à sua origem até a estrutura celular onde não há o registro da doença e reconstruir. Que essa informação seja registrada no DNA do inato para propagação no DNA do futuro, tratando a árvore genealógica futura.



Para facilitar, vamos a um exemplo de câncer no seio:

Bom dia meu Sistema Nervoso Entérico, hoje sou "FULANO" e estou adquirindo a consciência que você existe. Veja como estou hoje COM CANCÊR NO SEIO. Ative a inteligência do cérebro do intestino para que OS NÓDULOS  tenham a consciência que não se faz necessária a morte do meu corpo físico para a evolução de vocês. Que sejam criados doubles de bacteróides e implantados no intestino para que se estabeleça o equilíbrio entre CÂNCER , seus sintomas, interligando todos os sistemas do meu corpo. Que o inato possa entrar pela doença, voltar à sua origem até a estrutura celular onde não há o registro da doença e reconstruir. Que essa informação seja registrada no DNA do inato para propagação no DNA do futuro, tratando a árvore genealógica futura.

Relizando esse diálogo, com consciência e atitude, você ativa o que chamamos de Energia da Vida, que vem do cérebro do intestino. Associada a Energia Linear e a Energia Multidimensional, formam a Energia da Luz, conforme desenho abaixo. Associando-se o diálogo a essa Energia da Luz ganharemos força e vida para o tratamento das nossas doenças.


IMPORTANTE: CASO VOCÊ QUERIA REALIZAR A TÉCNICA E ESTÁ COM DIFICULDADE EM SABER SE O DIÁLOGO QUE VOCÊ ELABOROU FICOU CORRETO, MANDE UM E-MAIL PARA quintoelementoamor@hotmail.com COM O SEU DIÁLOGO PARA QUE POSSAMOS AVALIÁ-LO E CORRIGIR, SE NECESSÁRIO.

Espero ter ajudado.
DNA Positivo.

Velhas Almas: Como seres humanos, podemos afetar as coisas ao nosso redor

Trago esse presente que ganhei de meu pai para compartilhar com todos vocês. 
É um texto muito importante que mostra como somos Velhas Almas e qual o nosso papel no universo, como podemos ajudar as pessoas que precisam utilizando o que já aprendermos. Fiquem a vontade para perguntar algo por e-mail caso haja alguma dúvida sobre o texto. É muito importante que todos entendam "o recado". Vamos lá:

Título: Velhas Almas: Como seres humanos, podemos afetar as coisas ao nosso redor.

"Nós somos um receptor e transmissor de energias, mas 98% do planeta sente que somos simplesmente um receptor (o que apelidamos de "pobrezinho do futuro") e sentem-se vítimas de tudo que acontece ao nosso redor, com isso, não fazendo nada para mudar nada em nosso planeta.

É chegada a hora de usarmos todas as técnicas que aprendemos, a fim de falarmos em todos os níveis de consciência hoje, em algum lugar do tempo e pelo universo. Preste atenção: É chegado o momento de usarmos as informações que temos e que nós aprendemos em nossos tratamentos onde nós somos velhas almas e temos um poder e uma energia tremenda no momento do tratamento, as almas velhas, mazelas e doenças que transformou o ser humano.

Velhas almas conscientes, é o momento da ação compassiva, onde nós um pequeno grupo de seres humanos reunidos com pensamentos semelhantes, sabedores que somos transmissores de energias, devemos ajudar aqueles deixados para trás a terem paz sobre o que aconteceu em seu destino.

A doença quando encontra o doente e transforma o ser humano em mazela, nesse momento aqui e em algum lugar no tempo e espaço que esse ser através do diálogo franco e direto a sua consciência precisa também ser abraçada e amparada. Lembre-se, nesse momento todas as pessoas sentem que são vítimas do mal e nós podemos como almas velhas que somos orientar essas almas desesperadas dando um pouco da Energia da Luz, através da energia linear e multidimensional ao mesmo tempo, assim criando uma nova energia de amor, conforme imagem abaixo:


O paciente com sua doença autoimune ou não, ao ser tratado aqui ou em algum lugar do tempo e no espaço, devem receber ao mesmo tempo no planeta ou na sua dimensão essa Energia da Luz através do diálogo franco onde elas também sentem que são vítimas do mal e com isso atacam até levar a morte. E nós podemos mudar isso, encurtando essa longa distância a qual não significa nada ao usamos a Energia da Luz. 

Se fizermos conforme o desenho acima, podemos alcançá-los sem saber seu nome no passado, bastando envolvê-los com a luz, a glória e a paz da energia positiva.

As almas são eternas. Elas nunca morrem. Ajude-as a entender isto. Ouça-as, conversem com elas e as abracem com a Energia da Luz. Façamos parte da cura que precisar haver agora! Nós somos transmissores e somos velhas almas e sabemos fazer isto muito bem.

Ao tratarmos, devemos projetar no paciente pela energia linear e multidimensional a energia do amor de modo que o seu sofrimento seja diminuído, tanto aqui ou em algum lugar do tempo e no espaço eles irão senti-los.

Então, quando se reunirem mais tarde como almas, do outro lado do tempo como se estivéssemos do lado do véu, eles serão capazes de olhar para vocês e dizer "Eu o senti naquele dia. Foi você quem me mostrou a Energia da Luz. Obrigado. Obrigado."

DNA Estranho: O DNA de outras pessoas preso em você pode mudar seu comportamento?

É com essa pergunta que eu inicio essa nova técnica. 

O que você acha? Sim ou não?

É fato que não estamos sozinhos no universo, tampouco dentro de nós mesmos, tendo em vista que abrigamos milhões de bactérias em nosso organismo, capazes de nos influenciar em vários aspectos, como nosso apetite, por exemplo.

A ciência já admite que podemos ter dentro de nós também o DNA de outros humanos! Diferentes indivíduos dentro de nós tentam o tempo todo tomar o nosso controle. Vocês nunca se perguntaram por quê os fumantes não conseguem parar o cigarro? Ou por quê o usuário de drogas que não consegue parar de se viciar? Ou então, por que temos um câncer? 

A resposta pra essas perguntas também responde a pergunta inicial deste texto, ou seja, um DNA Estranho pode SIM mudar nosso comportamento. Esse fenômeno é chamado de Microquimeirismo, oriundo de Quimera, uma criatura mista e mistica que possui um DNA de dois animais diferentes.

Agora vem mais uma pergunta: De onde vem esse DNA que absorvemos?

Talvez de um irmão gêmeo que compartilhou com você o mesmo útero; de um irmão mais velho que veio antes de você, de um filho seu e, pasmem, até de um beijo na boca trocado com uma namorada(o) ou mesmo de uma relação sexual!

Um estudo feito no Canadá descobriu que 63% das mulheres que tinham tido filhos do sexo masculino, abrigavam células masculinas em seu cérebro!

Foi descoberto também que esse DNA Estranho pode influenciar até em qual mão você escreve, bem como a propensão sobre qual doença você pode desenvolver. O mais estranho nesse Microquimeirismo é que as mulheres podem ter células masculinas mesmo que elas nunca tenham dado à luz a um filho.

Agora vem a terceira pergunta: Como saber que estamos sendo influenciados pelo DNA Estranho?

Essa é a mais simples de todas as respostas, pois basta perceber quando estamos nos sentindo verdadeiramente estranhos. Devemos então fazer o diálogo com o DNA Estranho sempre que percebermos isso. Calma, sobre esse diálogo falarei mais a frente.

Caminhando junto com esse DNA Estranho há um gene chamado P53. Devido à mutações no gene P53, muitas mortes já aconteceram simplesmente por ele se tornar um DNA Estranho dentro de nós. Devemos incluir no diálogo com o DNA estranho o gene P53, pois o mesmo em condições normais funciona como um Supressor de Tumor, onde seu trabalho no corpo é de se certificar que nossas células se dividam sem cometer erros perigosos, assim, impedindo através de uma "equipe de reparo" que esse dano seja irreparável.

Contudo, caso o dano já tenha se tornado irreparável, o P53 coloca a célula em estado de não mais poder se dividir, provocando seu suicídio. O diálogo com o DNA Estranho e o gene P53  pode evitar o suicídio das células e consequentemente a morte humana.

Em mais de 10.000 trilhões de divisões celulares, basta uma célula danificada para que um tumor seja desenvolvido, dessa forma dá pra perceber facilmente a importância do gene P53, o guardião do genoma.

O DNA Estranho fica em nossa vida o tempo todo e nunca é lembrado, pois sempre que estamos doentes, procuramos associar à nossa árvore genealógica. Se o gene P53 já nascer defeituoso, há uma grande possibilidade de termos propensão à doenças.

Como pode ser o diálogo com o DNA Estranho e o gene P53?

Esse diálogo é bastante individual, pois cada um tem uma doença e cada caso é um caso, porém, para facilitar foi criado um diálogo padrão que deve ser o básico a ser utilizado, entretanto, devem ter complementos relacionados à sua doença. Faça assim:

Bom dia (ou boa tarde ou boa noite) DNA Estranho que se manifesta em mim hoje, oriundo da minha árvore genealógica ou por afinidade. Hoje tenho consciência que você existe e gostaria que fizesse parte do meu genoma de forma que buscássemos a evolução juntos.

No caso de um câncer, por exemplo, esse diálogo pode ser completado da seguinte forma:

Bom dia (ou boa tarde ou boa noite) DNA Estranho que se manifesta em mim hoje, oriundo da minha árvore genealógica ou por afinidade. Hoje tenho consciência que você existe e gostaria que fizesse parte do meu genoma de forma que buscássemos a evolução juntos. Gene P53, corrija minha divisão celular, como um supressor do tumor e contenha a evolução do meu câncer para que ele não destrua meu corpo físico.

E assim, esse diálogo pode ser alterado de forma a tratar sua doença.

Espero ter ajudado,
DNA Positivo.

Novo Diálogo com Sistema Nervoso Central (SNC), Sistema Nervoso Periférico (SNP) e DNA

As novas pesquisas mostram algo muito importante: Nosso Sistema Nervoso Central (SNC) e Sistema Nervoso Periférico (SNP) são os responsáveis comandar nosso corpo e movimentos, porém, em conjunto com nosso cérebro comandam também nossos pensamentos, atitudes e principalmente a escolha das doenças que teremos na vida antes mesmo da nossa fecundação.

Isso mesmo, nosso SNC e SNP trazem consigo todas as doenças que teremos antes da nossa gestação! Eles já escolhem ainda dentro da barriga na nossa mãe a doença que teremos na vida como um câncer, um tombo e até um simples arranhão. Trazem dentro deles o que eles querem para nosso mundo hoje.

E como tratar as doenças baseadas nessa nova pesquisa?

Basta fazer diariamente o Novo Diálogo com Sistema Nervoso Central (SNC), Sistema Nervoso Periférico (SNP) e DNA:

Bom dia (tarde ou noite) meu DNA! Veja como estou hoje, dê-me aquilo que eu possa melhorar e, para isso volte no tempo, antes do meu nascimento, cortando a ligação do SNC e SNP com meu cérebro e destrua o Programa Negativo __________________________________________ que o SNC e SNP trouxeram para a vida do meu corpo hoje.

No local da linha, descreva seu problema. 


Vamos a um exemplo prático: Depressão. O diálogo para o tratamento da depressão ficaria da seguinte forma:

Bom dia (tarde ou noite) meu DNA! Veja como estou hoje, dê-me aquilo que eu possa melhorar e, para isso volte no tempo, antes do meu nascimento, cortando a ligação do SNC e SNP com meu cérebro e destrua o Programa Negativo DA MINHA DEPRESSÃO que o SNC e SNP trouxeram para a vida do meu corpo hoje.

Caso você tenha mais de uma doença, faça um diálogo pra cada doença por dia. Exemplo: Se você tem Depressão e dor de cabeça, faça num dia o diálogo para depressão e no dia seguinte para a dor de cabeça.

Este diálogo substitui o antigo Diálogo com DNA. Não é necessário fazer os dois diálogos com DNA para o tratamento das doença.

Espero ter ajudado.
DNA Positivo

O Livro do Futuro – Planeta Terra


Publicamos abaixo em 7 capítulos o livro intitulado de "O Livro do Futuro - Planeta Terra".

Este livro foi escrito há alguns anos e descreve o início de tudo, das pesquisas, das reuniões, toda a história e todas as técnicas para o tratamento de doenças descobertas até a criação do blog "DNA POSITIVO", em Agosto de 2011.

É o detalhamento das técnicas desenvolvidas no passado, juntando-se às técnicas do presente. Ao ler, você irá perceber o quanto todas essas técnicas se complementam.

O Livro do Futuro foi publicado em Capítulos, listados abaixo através de links. Basta você clicar no link que o capítulo abrirá. A leitura pode ser feita on-line ou, caso queira, o download pode ser realizado. 

Estude e aplique as técnicas! 

CAPÍTULOS DISPONÍVEIS:

       Data da Publicação: 13/11/2013

       Data da Publicação: 19/11/2013

         Data da Publicação: 26/11/2013

         Data da Publicação: 09/12/2013


         Data da Publicação Capitulo 5: 18/12/2013
         Data da Publicação Capitulos 6 e 7: 27/12/2013


DNA Positivo